segunda-feira, janeiro 24

De tudo um pouco

As aulas começaram no dia 6 de janeiro e, só agora, depDSC00931ois de muito pensar no que escrever, deixei grammar, composition, reading, vocabulary, pronunciation etc um pouco de lado para voltar a pensar textos em português. 

Tenho me esforçado e me desesperado para pensar em inglês - até pq o falar está terrível.

Estou fazendo um intensivo, diário, das 9am até as 4pm no Extension Center do UCDavis. É uma reunião absurda de árabes, japoneses e coreanos. Eles são a avassaladora maioria, com sotaques estranhos e esbanjando simpatia.


Chegou um grupo de brasileiros vindos de Piracicaba, num esquema pela USP, mas que ficarão apenas 6 semanas me poupando da tentação de bater uns papinhos na minha língua nativa.

São 8 níveis de inglês; fiz um teste e, estranhamente caí no nível 5, que me permitiu escolher duas matérias além das básicas. Peguei pronunciacion e movie studies (acho que esse é o nome), onde assistimos filmes representativos para a cultura daqui.

O primeiro, para minha suprema felicidade foi Groundhog Day, um dos filmes mais legais do universo. O bacana é que nessa aula terei que escrever críticas sobre filmes.

Já fiz duas amiguinhas turcas, dois da Arábia Saudita (e a menina, Chada, só vi o rosto uma vez rapidamente no banheiro quando ela ajeitava o lenço que cobre tudo) e alguns japoneses que são fofíssimos e super comunicativos.

Bem, ninguém fala bem inglês e os sotaques deixam o entendimente caótico mas, mesmo só compreendendo 20% do que falamos uns pros outros, batemos altos papos. É uma experiência insana, mas muito legal.

A escola é bacana também, composta por vários trailers onde acontecem as aulas. Fica um pouco afastada do centro da universidade - o que me incomoda um pouco - mas a estrutura é bacana.
DSC00930
Alguns professores são mais engraçadinhos que os outros, como em todo o lugar. A sensação de aprender uma língua com quase 30 anos é bem estranha: muitas vezes me sinto extremamente infantilizada, como uma criancinha aprendendo a falar - e é bem por aí mesmo.

E muitas vezes fico impaciente pq acho que não vou conseguir montar frases e conjugar os verbos corretamente nunca. Mas nunca é muito tempo. Terei pouco por aqui, e por isso mesmo ele deverá ser bem aproveitado em todos os sentidos.

Um comentário:

RAMON(ES) disse...

Essa aula de filmes parece ser bem legal hein. Eu também adoro "Feitiço do Tempo" (Groundhog Day), tenho o dvd.

Tive essa sensação estranha ao tentar aprender espanhol em 2009. O problema é que aprender outra língua, principalmente espanhol, saber as regras da sua língua é importante e confesso não ser muito bom em regras gramaticais. Pelo menos isso em inglês teoricamente é mais simples.

Boa sorte aí com o aprendizado e pelo que parece você está se divertindo bastante. Beijos!